Conforme a SES-MG, 22 pessoas morreram no Estado pelo coronavírus, sendo sete só em Uberlândia


Com seis mortes confirmadas oficialmente pela dengue, Minas Gerais afirmou, no último sábado (3 de fevereiro), que o Estado passa por uma epidemia da doença em 2024. Esquecida, entretanto, a Covid-19 matou quase quatro vezes mais que a dengue neste começo de ano em Minas. 


Dados oficiais divulgados pelo governo estadual, atualizados pela última vez em 31 de janeiro, mostram que 22 pessoas morreram em Minas Gerais neste ano em decorrência da Covid-19. Sete dessas vítimas eram de Uberlândia, quase 1/3 do total. 


Os casos confirmados de Covid-19 são 4.534 em 2024 no Estado. A terceira semana do mês de janeiro foi a de mais registros de diagnósticos positivos. Em média, uma a cada 206 pessoas confirmadas para a enfermidade evoluiu para óbito. Em comparação com os dados da dengue, esse índice é de uma a cada 6.037. 


Além das sete mortes em Uberlândia, o Estado registrou outras quatro vítimas em Uberaba, três em Belo Horizonte e também uma morte em cada um dos seguintes municípios: 

Barbacena, Diamantina, Ituiutaba, Januária, Juiz de Fora, Leopoldina, Montes Claros e São João del Rei. Já em números de casos confirmados, a capital mineira lidera o ranking, com 1.387 diagnósticos. Em segundo lugar fica Ituiutaba, com 383. 


Conforme dados da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), a cobertura vacinal para a Covid-19 está em 83%. Ao todo, foram aplicadas mais de 61 milhões de doses dos imunizantes para a doença.


Fonte: O Tempo